Correio da Cidadania

Caso Rafael Braga: e o tal Estado de Direito?

Raphael Sanz, da Redação (texto e fotos)
0
0
0
s2sdefault

Condenado a 11 anos de prisão em 20 de abril, com habeas corpus negado há duas semanas, o último preso das manifestações de 2013, Rafael Braga, está internado desde quinta-feira passada com suspeita de tuberculose (agora confirmada). No momento em que pelo menos três senadores tiveram propriedades suas ligadas ao tráfico de grande escala e nada respondem na justiça, parece não restar dúvida sobre o “caráter” desta República e sua seletividade no cumprimento e na garantia de direitos supostamente universais.

Nesta Edição

Serra Leoa: precisamos falar de pobreza, desigualdade e mudanças climáticas

Alexandre Araújo Costa
0
0
0
s2sdefault

No contexto dessa tragédia, o negacionismo se torna claramente uma negligência coletiva, organizada, militante.

Lenín Moreno versus Rafael Correa: a nova disputa de poder no Equador

Decio Machado
0
0
0
s2sdefault

Moreno está apenas 90 dias no governo, mas já desencadeou a fúria do seu antecessor e correligionário.

Rebeldes sírios pró-Ocidente perdem seu maior reduto para o terrorismo

Luiz Eça
0
0
0
s2sdefault

Praticamente todo o norte do país voltará para o governo de Damasco. Restará à oposição apenas algumas regiões do leste.

Rombo da Previdência ignora sonegadores

Frei Betto
0
0
0
s2sdefault

Calcula-se que o montante da sonegação equivale a 13% do PIB. E a sonegação dos encargos trabalhistas ultrapassa R$ 500 bilhões!

Um debate com o MAIS sobre a Venezuela

Luis Leiria e Ana Carvalhaes
0
0
0
s2sdefault

Aprofundemos a análise da realidade do país sem repetir os velhos alinhamentos acríticos.

Brasil, o paraíso dos rentistas

Ana Araujo e José Martins
0
0
0
s2sdefault

Não refrescou nada a redução para 9,5% ao ano da taxa básica nominal de juros, a popular SELIC.

“Distritão”: apoteose da degradação

Leo Lince
0
0
0
s2sdefault

A proposta beneficia pessoas, fulanos, indivíduos já postos em situação privilegiada. Ou seja, as celebridades mais variadas.

A memória da terra: o que o marco temporal não pode apagar

Andressa Lewandowski, Luísa Molina e Marcela Coelho de Souza
0
0
0
s2sdefault

Neste dia 16, o STF julgará ações que podem ser decisivas para o futuro dos povos indígenas e quilombolas no Brasil.

Política

Brasil nas Ruas

Social

Economia

Internacional

Meio Ambiente

Cultura e Esporte