0
0
0
s2sdefault

grito_dos_excluidos.jpgNão esperamos boa vontade dos detentores do poder. A luta vai continuar, os Gritos serão cada vez mais fortes e mais coletivos, até que se pratique a justiça neste país

0
0
0
s2sdefault

ilus_mao_belindia.jpgO novo peleguismo, incrustado nas esferas do governo federal, se dispõe a impedir a unificação política e das lutas populares, unindo-se ao ataque do capital sobre os direitos dos trabalhadores.

0
0
0
s2sdefault

balanca_sem_terra.jpgOu o movimento social reage como deve e pode, ou nova ditadura – ainda que sob disfarces – se instalará no país. Que o diga o RS.

0
0
0
s2sdefault

xilocidaderostos.gifA Câmara de deputados federais acaba de aprovar mais um Projeto de Lei que fere profundamente os interesses dos trabalhadores rurais. Trata-se do "PL 8/2008".

0
0
0
s2sdefault

grito_dos_excluidos.jpgO Grito de 2008 quer contribuir para que o povo possa exigir e conquistar a democracia direta e participativa nas questões que digam respeito aos interesses da nação.

0
0
0
s2sdefault

xilocidaderostos.gifOlhando os "sinais dos tempos", podemos ter a certeza que um novo e amplo movimento social, forte e enraizado na vida sofrida do povo está sendo gestado.

0
0
0
s2sdefault

xilocidaderostos.gifDepois de um longo período de sonolência e acomodação, os movimentos sociais dão sinais de superação desse estado de letargia e começam a arregaçar suas manguinhas.

0
0
0
s2sdefault

burrotv.jpgTornados precários progressivamente os serviços públicos, Serra pretende dizer ao povo que o capital privado é mais competente que o Estado para administrá-los.

0
0
0
s2sdefault

ilus_mao_belindia.jpgNum sindicalismo democrático, opositores podem ser tratados como inimigos, sujeitos a covardes agressões, para fazer imperar a vontade de uma direção sindical?

0
0
0
s2sdefault

justicagrita.jpgA população assiste a um verdadeiro "festival" de execuções de criminosos, sem nenhum julgamento, assim como assiste aos assassinatos de cidadãos trabalhadores, inocentes.

0
0
0
s2sdefault

africanos.jpgBenedito – negro e sem teto – esteve preso durante quatro meses por causa de inquérito viciado e discriminatório. Enquanto isso, fazendeiros mandantes de assassinatos estão soltos.

0
0
0
s2sdefault

primeiro_maio.jpg1º de maio não é dia de show. Só o peleguismo, a serviço dos interesses do capital espoliador, o transforma em dia de festas despolitizadas.