0
0
0
s2sdefault

altCuba produz o melhor charuto do mundo, devido à combinação de solo (qualidade da terra) e clima (umidade). Fabrica, atualmente, 285 milhões de unidades/ano, totalmente à mão, dos quais 95 milhões destinados à exportação.

0
0
0
s2sdefault

altA misoginia é, na Igreja Católica, uma síndrome injustificável, sobretudo se considerarmos que em comunidades rurais e de periferias urbanas são as mulheres que predominantemente conduzem a atividade pastoral.

 

0
0
0
s2sdefault

altResta à esquerda brasileira o desafio de fazer uma profunda autocrítica e repensar as bases teóricas e práticas de seu projeto político, para se reinventar como alternativa de poder fiel às aspirações dos mais pobres, aos princípios éticos e à utopia ecossocialista.

0
0
0
s2sdefault

altConvém recordar que foi o Ocidente “cristão” que exterminou os indígenas da América Latina, promoveu a escravidão, expandiu o colonialismo, desencadeou duas Grandes Guerras e, hoje, idolatra o capital acima dos direitos humanos.

0
0
0
s2sdefault

altReunite aguda é uma grave enfermidade que já deveria figurar nos anais da medicina. Nas igrejas se diz que, quando Jesus voltar, encontrará o rebanho reunido, mas não unido.

0
0
0
s2sdefault

altFidel é o primeiro revolucionário a atingir a idade de 90 anos. Conheci-o no primeiro aniversário da Revolução Sandinista, em Manágua, em 19 de julho de 1980.

0
0
0
s2sdefault

altMar, para a maioria, só serve para refrescar quem vem à praia. São tão ignorantes que não percebem a relação entre águas despoluídas e a qualidade dos peixes que chegam às suas mesas.

0
0
0
s2sdefault

altNa verdade, muitos “sem partido” são partidários de ensinar que nascemos todos de Adão e Eva; homossexualidade é doença e pecado (e tem cura!); identidades de gênero é teoria promíscua; e o capitalismo é o melhor dos mundos.

 

0
0
0
s2sdefault

altFidel completou 90 anos no sábado, 13 de agosto. Estive em sua casa, em Havana, acompanhado por Homero Acosta, secretário do Conselho de Estado de Cuba.

0
0
0
s2sdefault

altPor que dialogamos tão descaradamente com a morte? Primeiro, porque dá lucro. Segundo, porque o risco de vida passou a figurar na pauta do mercado. Dá dinheiro.

0
0
0
s2sdefault

altNão seria mais adequado deslocar a terminologia da limitação física para a sociedade? Ela, sim, é que transforma a diferença em restrição e preconceito.

0
0
0
s2sdefault

altTanta desgraça em volta – miséria, terrorismo, assassinatos – induziu um homem indignado a querer romper o silêncio de Deus: “E o Senhor nada faz?” E ele respondeu: “Já fiz. Você!”