0
0
0
s2sdefault

filosofar.jpgFilosofal viver. Filosofal cair, e encontrar na queda outros motivos para mais filosofar. Filosofal sentar sobre a pedra filosofal. Idéia tanto bate sobre a pedra, tanto bate até que o pensamento perdura.

0
0
0
s2sdefault

soltar_palavras.jpgMorrer durante três dias é tempo além da conta. Não morrerei de novo. O escritor voltou a escrever.

0
0
0
s2sdefault

maosapontando.jpgSerá essa frase resquício da atitude escrava, do servilismo de quem, antes de ser punido, já vai pedindo desculpas por qualquer coisa, pelo pecado que cometeu sem se dar conta?

0
0
0
s2sdefault

soltar_palavras.jpgSoltar as palavras dos falsos pretextos. Soltar as palavras aqui e agora. Soltá-las com força, raiva, em lirismo, em drama. Soltá-las do dicionário-presídio. Soltá-las da gramática-exílio.

0
0
0
s2sdefault
ilus_cara_a_cara_kipper.jpgNão me leia bebendo uísque que eu não sou Paulo Leminski. Não me leia mais... que eu não sou Vinicius de Moraes.

 

0
0
0
s2sdefault

risos.jpgQuem ri em A ri o riso solto, franco, generoso, como se cantasse em dia de sol, de peito aberto, braços abertos, coração aberto, gargalhada aberta.

0
0
0
s2sdefault

trema.jpgO fim do trema traz à mente alguns receios. Nada impede que, daqui a algumas décadas, a cedilha seja removida sem dó nem piedade. O til também. E o circunflexo...

0
0
0
s2sdefault

numeros.jpgNão sabia que os estatísticos gostavam de filosofia! O mundo da estatística é às vezes muito árduo, não?

0
0
0
s2sdefault

cobra_circulo_vicioso.jpgSer mutante sem esvaziar o ser. Mudando a cara, restauro o rosto. Mudando o entorno, salvo o estofo. Mudando os ares, recupero o fôlego. Mudando a letra, liberto o espírito.

0
0
0
s2sdefault

professora.jpgAulas convencionais não podem ser convencionais. Queixam-se muitos professores da falta de disciplina de suas turmas, da baixa motivação, da ínfima participação.

0
0
0
s2sdefault

pilha_de_livros.jpgÉ preciso ler um pouco de antropologia, para descobrir que somos esse próprio poço sem fundo, fundamento de tudo o que somos.

0
0
0
s2sdefault

pilha_de_livros.jpgA leitura nos cura do dogmatismo e do ceticismo, do medo e da temeridade, do sentimentalismo e da insensibilidade, da falta de assunto e da verborragia, da arrogância e da timidez.