Edição 675

  • O incômodo Censo Agropecuário

    alimentos.jpgA pobre agricultura familiar, com apenas 24,3% da área agrícola, é responsável "por 87% da produção nacional de mandioca, 70% do feijão, 46% do milho, 38% do café".

  • Brasil, país de velhos

    idosos.jpgEm 2030 o Brasil terá 206,8 milhões de habitantes. Dez anos depois cairá para 204,7 milhões. O número de idosos (21 milhões) já supera o de crianças (19,4 milhões).

  • Os patrioteiros

    calendario.jpgNo dia 6 de outubro passado, tivemos um evento digno de júbilo. Depois de 37 anos, conseguimos sepultar os restos mortais do guerrilheiro Bergson Gurjão.

  • O Nobel da Paz defende a guerra

    ft_barack_obama2.jpgDe boas intenções o inferno está cheio, diz o ditado, mas com elas dá para ganhar o Prêmio Nobel da Paz.

  • Que medo!

    O Correio da Cidadania é favorável à instalação da CPI, com apenas uma condição. Que a investigação inclua o fato substantivo (causador da manifestação na Fazenda da Cutrale): a estranha transferência de um imóvel da União para um particular. Se, como se sabe, não cabe usucapião nessa categoria de imóveis rurais, como é que imóveis adquiridos pela União, e adjudicados ao seu patrimônio em pagamento de dívidas, foram parar nas mãos de particulares?

  • Estratégia do grande capital fundiário é negar a existência da questão agrária

    sem_terra_retirante.jpgO divórcio da política agrária relativamente aos fundamentos do direito agrário não é efeito sem causa.
  • “Os Jogos Olímpicos vão reprecificar o Rio”

    rio_olimpiadas.jpg O avião cedido e a condição de maior financiador individual do Rio-2016 (R$ 23 milhões) colocam Eike Batista em lugar de destaque no contexto da relação público-privado.

  • Lula no São Francisco

    rio_saofrancisco.jpgRevitalizá-lo é mais que repor matas e sanear águas. O problema é o modelo de desenvolvimento que o devora. Todo esforço será anulado se as obras predadoras prosseguirem.

  • O tempo não pára

    relogio.jpgO carisma de Lula e a ofensiva midiática que impõe uma visão otimista da realidade e das opções políticas assumidas pelo país produzem uma espécie de anestesia geral.

  • Estados Unidos: atenuar os ânimos com a Rússia

    eua bandeira costela.gifO Irã continua avaliado como uma ameaça aos EUA e aliados, mas a forma pela qual a Casa Branca decidiu enfrentá-lo alterou-se, ao desconsiderar a Europa palco de um conflito.
  • Luta armada – Um outro caminho

    caminhos.jpgA experiência do trabalho nas frentes e na organização sindical permitiu comprovar o quanto os camponeses da região estavam longe de qualquer organização e mobilização mais consistente. Eles sequer haviam dado os passos para lutar por suas reivindicações econômicas básicas.

  • Direitos fundamentais de favelados – abordagem policial

    quebracabeca.jpgJovens favelados andam com a nota fiscal do celular no bolso, sob pena de se presumir que o tenha obtido criminosamente quando revistado por policial.

  • Especialistas questionam estudos e viabilidade da Hidrelétrica de Belo Monte

    hidreletrica_itaipu.jpgO painel identificou, primeiramente, diversas omissões e falhas nos estudos de impactos ambientais, que dificultam análises mais conclusivas sobre temas considerados chave.

  • Mídia ‘desconstrói’ MST na exata medida em que movimento ameaça Status Quo

    A maior ameaça à estrutura fundiária no Brasil e, consequentemente, ao Status Quo da elite brasileira, hoje, é o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra. Não pelo seu grau de radicalidade, mas pela densidade e volume que tomou.

  • A (ex-)Esquerda Corporation abandona o MST

    semterraseca.jpgEnquanto mantiver o discurso da blindagem "apesar de tudo" a Lulla, nada conseguirá o MST. E será, ainda por cima, identificado como aliado e protegido do governo. 
  • Presidente prestidigitador

    ft_fhc.jpgOs instrumentos da mágica de FHC são a linguagem, a transfiguração de fatos diversos e o uso de conceitos neoliberais, divulgados no limite da exaustão para tornarem-se verdades.

  • Prêmio de consolo: dão a Obama, negam a Piedad

    ft_barack_obama.jpgNão surpreende que a decisão do Comitê norueguês tenha provocado reações tão diversas na comunidade internacional: da estupefação a uma gigantesca gargalhada.