0
0
0
s2sdefault

altA cultura extrativista é o resultado da mutação gerada pelo neoliberalismo, montado no capital financeiro. O trabalho não tem o menor valor positivo; este lugar é ocupado agora pela pilhagem e suas faces auxiliares, o consumismo e a ostentação.

 

0
0
0
s2sdefault

altA Colômbia está dividida em duas metades que não se reconhecem, nem se reconhecerão, porque precisam de uma forma para se encontrarem e dialogar, mas não ao estilo do processo de Havana, elitista e distante.

 

0
0
0
s2sdefault

altNeste artigo, a autora se reuniu com integrantes do “plantão”, um tipo de acampamento levantado na Cidade do México em memória “de los 43”.

 

0
0
0
s2sdefault

altO Correio republica uma série análises de Gregório Maestri sobre a violenta repressão da polícia italiana aos protestos antiglobalização em Gênova (Itália), no encontro do G-8 realizado na cidade há 15 anos – entre 19 e 22 de julho de 2001.

0
0
0
s2sdefault

alt2017 e 2018, politicamente, vão estar centrados nos preparativos e na realização da luta pela sucessão presidencial, e de fato a decisão do EZLN e seus aliados indígenas vem a acelerar o cenário não só do fim do governo, mas do fim de um regime.

 

0
0
0
s2sdefault

altAtônitas com o resultado do plebiscito que dá marcha ré nos acordos de paz entre a guerrilha e o Governo, em Ituango as pessoas voltam a ter medo, a se fecharem em casa e se perguntarem o que as espera.

 

0
0
0
s2sdefault

altO pior dos cenários realizou-se: a Bayer comprou a Monsanto por 66 bilhões de dólares. O fato dá origem ao que é, de longe, a maior corporação de agronegócio do mundo.

0
0
0
s2sdefault

altSeria equivocado pensar que estamos voltando ao passado, por mais que alguns analistas acreditem que estão perdendo “conquistas”. A realidade indica que a região caminha para frente, mas, no imediato, o que temos adiante não é a sociedade igualitária e justa com a qual sonhamos.

 

0
0
0
s2sdefault

altHá na Argentina um conglomerado midiático que deve anos de encargos sociais, impostos e dívidas trabalhistas, além de dever a bancos e investidores. É sobre esse contexto que entrevistamos Lucas Laviana, da Rádio América, veículo protagonista da história.

 

0
0
0
s2sdefault

altO Correio republica uma série análises de Gregório Maestri sobre a violenta repressão da polícia italiana aos protestos antiglobalização em Gênova (Itália), no encontro do G-8 realizado na cidade há 15 anos – entre 19 e 22 de julho de 2001.

0
0
0
s2sdefault

alt“Nicolás Maduro deve sair já, mas nós apostamos que isso ocorra pela mobilização popular, a colocá-lo contra a parede”, manifesta Miguel Ángel Hernández, secretário-geral do Partido Socialismo e Liberdade.

 

0
0
0
s2sdefault

altO assassinato do ministro Rodolfo Illanes põe a Bolívia diante da radicalidade de suas formas de protesto e revive velhos fantasmas de conflito social. O crime põe em dúvida os avanços na criação de um “Estado forte”, meta de Evo Morales.