0
0
0
s2sdefault

altPregação de Dom Angélico Bernardino, bispo emérito de Blumenau (SC) e ex-bispo auxiliar de São Paulo, na missa de corpo presente de Plínio de Arruda Sampaio

0
0
0
s2sdefault

altO Correio acordou mais triste. O Brasil também.  Foi-se Plinio, homem de profunda solidariedade, gentileza e alegria. Capacidade enorme para agregar ideias e pessoas. Humor e paixão pela vida sempre tão presentes. Desprendimento, olhar para o que era grande e amor pelo outro. Sorriso e cordialidade estiveram com ele até o último minuto. Fez de sua vida como promotor público, político e militante uma experiência intensa, profunda e coerente com seus princípios.  Foi sempre, e ao mesmo tempo, firme e suave. O Correio relembra a sua vida de exemplo e de luz.