0
0
0
s2sdefault

A riqueza do Brasil existe pela miséria generalizada, inclusive a intelectual, e dela é eterna dependente.

0
0
0
s2sdefault

O Brasil até que está prontinho para eleger o Bolsonaro, o problema é o próprio Bolsonaro.

0
0
0
s2sdefault

A ditadura do capital se radicaliza para novo ciclo de exploração. Hora de formar novas alianças populares.

0
0
0
s2sdefault

Evidencia-se a necessidade de se criar uma Frente Política para enfrentar o poder dos que não querem um país igualitário.

0
0
0
s2sdefault

Há que resgatarmos o espírito combativo de outrora!

0
0
0
s2sdefault

Na esteira de homenagens a Singer (1932- 2018), publicamos entrevista do número 26 da revista semestral da Boitempo.

0
0
0
s2sdefault

“Ô, Italiano, você toma cuidado. Uma das primeiras ordens de Hitler foi mandar matar todo mundo que tinha menos de um e sessenta".

0
0
0
s2sdefault

Um país destroçado e com instituições que não estão à altura de nada, ainda que o destruído PT delas dependa para se refazer politicamente, pois pelas ruas sabe que falará sozinho.

0
0
0
s2sdefault

Abole-se a ideia de que é possível partilhar modos de exercer o poder e de alterná-lo. Sai vitoriosa uma concepção arcaica de poder.

0
0
0
s2sdefault

Entrevistamos o sociólogo Ruy Braga, que analisou um hibridismo entre democracia formal e autoritarismo crescente do Estado brasileiro como garantia dos interesses hegemônicos num país afundado.

0
0
0
s2sdefault

Para os de cima, a democracia brasileira é excessiva. A guerra aberta contra os trabalhadores exige que sua vontade política seja anulada.

0
0
0
s2sdefault

Como o ex-presidente conseguiu diluir seu capital favorável e não disputou um terceiro mandato em 2014, quando seria eleito no primeiro turno?