Estou ciente que muitas características das fontes de energia estão embutidas no custo, mas, ainda assim, questiono algumas suposições usualmente feitas. Diferenças entre as tecnologias podem resultar em válidos critérios de julgamento das mesmas.

 

A ganância da empresa francesa EDF, que arrematou a estatal brasileira Light por preço baixo, em 1996, em um leilão de privatização, é uma das grandes causas dos bueiros estarem explodindo. De posse da Light, a EDF só se preocupou, durante anos, em remeter lucro para sua matriz.

bodehomem.jpgAo perguntar se o editor não tinha gostado do meu texto, disse-me que ele não tinha culpa. Obviamente, não acreditei e houve, sim, veto ideológico ao artigo sobre a 11ª rodada do nosso petróleo.

fukushima.jpgNão é desprovido de chances imaginar que uma decisão sobre o setor nuclear possa ser tomada sem consulta alguma e com explicações posteriores, em geral sumárias, aos brasileiros.

O prefeito do Rio lança o “Bus Rapid System”, os jovens vêem “Two and a half man” e a televisão oferece “pay per view”. Estes anglicismos não representariam nenhuma ameaça se não estivessem presos a um gigantesco iceberg. 

 Peter: “felizmente, a sociedade é bastante alienada. Concentramos esforços em FHC. Ele não decepcionou, mas a verdade é que não temos um encantador de massas como Lula do nosso lado”.

numeros.jpgHá órgãos do governo brasileiro que parecem pertencer a governos estrangeiros. Refiro-me ao Ministério das Minas e Energia, que acaba de comunicar a realização, em setembro, da 11ª rodada de leilões de áreas para a exploração de petróleo, a ser promovida sob a lei 9.478, de FHC.

atomica.jpgSugiro à presidente Dilma e ao ministro Mercadante que o órgão nuclear não esteja na "cota de algum partido político" ou na "cota de amigos".

O diretor geral da ANP tem pressa, sem deixar a mínima dúvida, em realizar a 11ª rodada de leilões, além de querer realizar várias outras rodadas. A segunda conclusão é que a presidente Dilma não tem pressa e, talvez, até relute com relação à atratividade de novas rodadas pela lei das concessões (no 9.478).  

Se o empresariado quer, de qualquer forma, reduzir os impostos, vamos começar com aqueles que permitem a manutenção de todo Sistema S (Sesc, Senac, Sesi, Senai e Sebrae), sem haver crítica à qualidade dos programas mantidos por esta profusão de "S". Em geral, a população não sabe, mas o Sistema S não é mantido pelos empresários e, sim, por impostos pagos por ela própria.  

lanterna.jpgHaveria indícios de alguma melhoria na conscientização da população mundial. Estaríamos no meio do aparecimento de um novo clarão humanitário?

petroleo_dinheiro.jpgA pressa da ANP de realizar rodadas com muitos blocos, forçando a entrada das empresas estrangeiras no país, parece ser a nova forma, escamoteada, do "entreguismo".