Correio da Cidadania

0
0
0
s2sdefault

passeatapredios.jpgA história brasileira tem vasto cabedal de experiências em que o voluntarismo foi predominante entre as forças populares, causando imensos prejuízos à luta das massas.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

homem_sobre_fita_desenr.jpgPara privilegiar pequenos empreendimentos na apropriação das condições criadas pelo desenvolvimento da infra-estrutura, é preciso romper com estrutura e legislação.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

ft_juscelino_kub.jpgSe há algo a aproveitar do período juscelinista, foi a decisão política de realizar o desenvolvimento utilizando o Estado para empurrar a burguesia.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

quebracabeca.jpgPor ser, talvez, a mais viável das propostas de ruptura que inundam o "mercado", a de Chico Oliveira merece reflexão mais acurada.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

ilus_mao_belindia.jpgA ultra-esquerda culpa os outros por sua própria incapacidade em apresentar uma real alternativa de esquerda, pretensamente capaz de mobilizar a classe trabalhadora.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

brcarroca.jpgCríticas esquecem que o país especialista em matérias-primas e produtos manufaturados de baixo valor agregado é herdado, em especial, do desmonte da era Collor-FHC.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

brcarroca.jpgO projeto de nação da Era Vargas manteve o latifúndio e construiu um setor capitalista. Querer que o governo Lula repita a Era Vargas é muito pouco para aquilo que o Brasil representa hoje.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

ilus_mao_saindo.jpgPara Chico de Oliveira, a criação de "cinco EMBRAERs por ano em diferentes setores" promoveria "uma superação do modelo" ao ancorá-lo "em forças da base da sociedade".

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault
emprego_parafuso.jpgUns querem alcançar o socialismo sem qualquer reforma democrática no capitalismo. Outros rebaixam o socialismo a qualquer reforma democrática.
0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

ilus_cara_a_cara_kipper.jpgOcorreu uma desindustrialização intensiva, fazendo surgir um Frankenstein produtivo, de cadeias produtivas descontínuas, sem sinergia e de baixa competitividade.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

reais.jpgVargas, JK, Ditadura, Collor-FHC e agora Lula. Em qualquer dos casos, não tivemos qualquer tentativa de alteração do modelo capitalista.

0
0
0
s2sdefault
0
0
0
s2sdefault

homem_interrogacao.jpgA ruptura deverá se apresentar como constrangimento, afinal, o capital está cada vez mais criando seus limites. Porém, tal necessidade ainda não explodiu como inadiável.

0
0
0
s2sdefault