Correio da Cidadania

Nosso objetivo é debater pública e transparentemente a visão estratégica que conduz o destino da maior empresa do país.

Os gestores temerários da Petrobras serão – na verdade já são – cobrados na justiça e condenados pela História.

O governo quer vender mais “geografia” ao listar as usinas da Eletrobrás abalroadas pelo tiro no pé da MP 579 de Dilma.

Não se trata de nenhuma reivindicação revolucionária, mas de seguir os passos ensinados pelos próprios Estados Unidos da América.

Não refrescou nada a redução para 9,5% ao ano da taxa básica nominal de juros, a popular SELIC.

Com seu salário mínimo, os venezuelanos podem comprar menos de 1/5 da comida dos colombianos mais pobres.

Elencamos medidas que, aplicadas em conjunto, produziriam imediatamente redistribuição da riqueza e, por isso, crescimento.

Continuamos “deitados no berço esplêndido” da discussão ideológica sem qualquer resultado prático.