Correio da Cidadania

Sinal de alerta

 

Grave, muito grave, a reação do público diante da agressão policial aos estudantes da USP.

 

Por haverem ocupado o prédio da reitoria da USP, foram acusados, absurdamente, de vários crimes, entre os quais o de “formação de quadrilha”.

 

Sessenta e seis jovens foram trancafiados, durante horas, em um ônibus cercado por 400 policiais. A Polícia exigiu uma fiança no valor de um salário mínimo para pô-los em liberdade.

 

Quem for ao twitter verificará o grande número de mensagens que justificam a truculência policial.

 

Esta conduta é de suma gravidade, porque denuncia, por um lado, uma grande ignorância e, por outro, uma verdadeira escalada do reacionarismo da direita entre a juventude universitária.

 

Os indignados com a ação dos universitários desconhecem que, em toda sociedade democrática, a liberdade e a autonomia fazem parte da natureza da instituição. Qualquer intervenção externa, seja de governo, de igrejas, do poder econômico, perturba o ambiente necessário para que haja produção intelectual de qualidade. Por isso mesmo, o policiamento do “campus” deve ser feito unicamente por seguranças contratados pela própria universidade.

                  

A ignorância é grave. Porém, ainda mais grave é a indisposição de tantos jovens contra os universitários presos, pois revela um desprezo pela democracia. Em algumas mensagens, podem se identificar até laivos de fascismo.

 

Chega-se ao ponto de justificar um tipo de detenção que atenta contra os direitos humanos, pois, como se sabe, os detidos foram trancados em um ônibus, sem alimentação, sem facilidades sanitárias e expostos a um calor insuportável.

        

Independentemente de ter havido um ou outro exagero – o que deverá ser apurado e devidamente punido -, a ocupação foi a única forma encontrada pelos jovens para denunciar à opinião pública irregularidades que estão sendo cometidas pelo reitor.

 

Desconhecem os indignados que, nesta democracia capenga, a imprensa não divulga nada que os poderosos não querem que seja do conhecimento da plebe ignara?

 

O episódio é um alerta aos partidos democráticos: urge realizar uma grande campanha de politização da juventude universitária, a fim de evitar desencontros como o que a ocupação do campus da USP provocou.

Comentários   

0 #12 que dureza...Luis Ramirez 17-11-2011 12:13
Triste ver que nem o público do Correio da Cidadania escapou do show de emburrecimento coletivo e reacionarismo promovidos pela mídia podre e apoiadora da ditadura militar. mídia tucana safada, que esconde todos os problemas de sp, cidade arrasada na mão dessa gente, e que só podia babar ovo pra polícia militar e o reitor tucano, que inclusive foi acobertador de milicos da ditadura. o reitor que colocou placa em homenagem às vítimas da "revoluçao de 64"!!!!!!! mas vamo lá, vamo libertar o reaça que vive em cada um de nós e expurgar nossos ódios e demonios (além da inveja, pois todos nós, inclusive eu, gostariamos de ter feito lá uma faculdade) pra cima dos "mimados", "filhos de rico" da USP... ô escuridão! claro q é tudo um bando de mimado, ainda mais vindo da FFLCH, aquela escolinha sem tradição contestadora nenhuma né...
ps: Por favor, alguém é capaz de citar outra universidade mundo afora sob tal intervenção militar? Só pra ver se nosso exemplo tem o mínimo de procedência ou se nosso povo é de uma cegueira e tendência fascistóide acima da média mesmo...
Citar
0 #11 imprensa livrevera lucia lopes 16-11-2011 09:18
Cito..."Independentemente de ter havido um ou outro exagero – o que deverá ser apurado e devidamente punido -, a ocupação foi a única forma encontrada pelos jovens para denunciar à opinião pública irregularidades que estão sendo cometidas pelo reitor."
dois pesos e duas medidas!

por que somente depois da atuação ao porte de algo ilícito, os estudantes resolveram pleitear "algo maior"?

Cito nopvamente..."Desconhecem os indignados que, nesta democracia capenga, a imprensa não divulga nada que os poderosos não querem que seja do conhecimento da plebe ignara?"

E vocês, divulgam?

um abraço e salve a Democracia!

Vera Lucia Lopes
São PAulo - SP
Citar
0 #10 RespóstaRodrigo Gonzaga 15-11-2011 17:28
Com todo o respeito, mas este editorial não esclarece em nada e não proporciona em menos ainda no que realmente foram os fatos que aconteceram na USP, não somente a detenção dos jovens que deveriam estar "intelectualizando" como se fuma maconha com eficiência e um bando de bardeneiros que destruiram um patrimonio publico onde o estado e a sociedade vão arcar é certo? Na minha opinião é simples e direta: você tem todo o direito de fazer uma manifestação e dar a sua opinião, mas você mesmo está assumindo as consequências pelos seus atos! E esta quadrilha mesmo, pois de estudantes estão muito longe vão pagar e aprender a respeitar a força do estado para saberem que não estão na terra da fantasia.
Citar
0 #9 ProduçãoFrancisco Jose 13-11-2011 23:52
Sinceramente, não vi nada do que é apresentado acima. Vi, sim, um grupo reduzido mas ruidoso de "estudantes" querendo ganhar no grito, depredando patrimônio público.
Vi, também, que a ação policial foi deflagrada para combater a venda de drogas dentro do campus.
VI, por fim, que faltou isenção de ânimos para uma apreciação equilibrada dos fatos.
Citar
0 #8 Cada um com sua responsabilidadePaulo Renan Finholdt 12-11-2011 19:37
Ignorância geral, decorrência da educação deficiente e, partir de determinado ponto dirigida, interessada em tornar cordeiros e ordeiros a plebe ignara, na qual me incluo. Assim, resta-me uma vontade de ver ações, de parte a parte, considerando a coisa pública e o bem geral,pois estamos cansados de ver nosso dinheiro mal empregado e desrespeitada as finalidades primordiais. Eu, seguramente, faria melhor uso do meu dinheiro se pagasse menos impostos, taxas, contribuições, etc.
Citar
0 #7 como podem gritar frases de ordemluiz 12-11-2011 15:57
como podem gritar frases de ordem esses universitários no último dia que foram detidos, se ondem estavam alojados estavam uma verdadeira bagunça e destruição, destruição dos prédios equipamentos etc.Que moral tem esses jovens depois de terem sido pedo usando droga? que educação darão aos seus futuros filhos?.O que se da para entender é que esses jovens querem liberdade total para fazer o que bem quer, não querem limites, e se é assim imaginamos o que sera com os filhos desses mesmos cidadães. Deus que nos ajuda nessa vida pela frente dessa humanidade, somente ele para poder botar fim em tudo isso.
Citar
0 #6 alerta?Rosa Simão 12-11-2011 00:29
Ô coitados!...
Quando invadiram e depredaram não pensaram que poderia ter consequências? Querem um mundo sem leis? Querem a policia fora do campus só pra fumar maconha em paz. Quanto à questão de fascismo, como agem mesmo esses cidadão que se dizem estudantes?
Não deixam que ninguém tenha opinião diferente da deles, impedem aos os verdadeiros estudantes seu direito e dever de entrar nas aulas.
Quem vai pagar pelos prejuízos ao patrimônio público?
Citar
0 #5 Sinal de AlertaAmélia Nunes 11-11-2011 17:43
Este é, de fato, um problema realmente existente, a despolitização aparente da juventude que se torna massa de manobra da direita; mas é resultado de anos de governanças virtualmente democráticas e socialistas!Como não são uma coisa nem outra, além de existir censura empresarial,um poder de compra sem justiça social conseguido na inércia do fim da inflação, e grande propaganda de um Brasil que deu certo(?), temos sim um caldo de cultura fascista na nossa juventude.Infelizmente o quadro tende a agravar-se em virtude da descaracterização dos partidos políticos-eles não têm como politizar a nossa juventude. Precisamos nos reinventar.
Citar
0 #4 RE: Sinal de alertaJosé Wilson 11-11-2011 14:53
Pelo que sei, a polícia está fazendo seu serviço para dar segurança aos estudantes dentro do campus; os estudantes que foram presos o foram por estarem usando drogas; é público e confirmado que as drigas estão dizimando, basicamente a juvbentude. A um reclamo generalisado pela ausência do poder público no combate aos crimes e dentro desta exigência ao controle das drogas, portanto ficar ao lado dos fumadores de droga é meio difícil de entender. Afinal, o que vocês querem: abertura e esbanjamento dos costumes, pra morrerem no crak, controle, presença do estado, ou o quê? Tem gente que quer misturar DEMOCRACIA com esculahmbação, liberalidade, crime; quem sabe vamos abrir as cadeias e liberar os criminosos para se somarem aos que estão soltos e vivermos o estado primitivo: quem tem mais força que domine o mais fraco...
Citar
0 #3 RE: Sinal de alertamarcflav 11-11-2011 14:00
pra todo lado temos expressões vivas do fascismo... e vai piorar tanto quanto as condições econômicas... desde a época da ditadura, uma imensa maioria já era a favor de atrocidades... a mim me parece, não existem democracias, quiçá nunca existiram... só oligarquias em conflito, de um lado, e do outro, a sociedade de consumo
Citar