Correio da Cidadania

Repressão feroz sobre os 500 mil manifestantes que se despediam dos mortos. Caixões ficaram largados nas ruas.

Igrejas que não estão comprometidas com a completa destruição do vale de lágrimas causado pelo capitalismo são empresas.

Todos os dias algum líder comunitário, ou indígena, ou sindical é assassinado.

Os expedientes da direita se repetem e radicalizam ao longo da história.

Resta à direita impor seu regime à força, pois chamar novas eleições as chances de vitória do MAS seriam enormes.

Dez mortos, 125 feridos à bala e mais de 200 presos pelos golpistas em Sacaba.

O governo de Evo Morales foi uma revolução política antielitista. A situação atual não estava no horizonte de ninguém e mostra um movimento contrarrevolucionário.

Gravações revelam ação golpista com dinheiro dos EUA para tentar derrubar o presidente Evo Morales.

Conversamos com a socióloga argentina Maristella Svampa, autora do livro As fronteiras do neoextrativismo na América Latina: conflitos socioambientais, giro ecoterritorial e novas dependências.

O Correio entrevistou Fabio Luis Barbosa dos Santos, autor do livro Uma história da onda progressista sul-americana (1998-2016).

Captura seguida de crueldades com prefeita de Vinto, Patricia Arce, são retrato mais bem acabado da direita “cívica” boliviana.

Já ganhamos os 100 metros. Agora é preparar-se para a maratona.