altCom as produções do óleo e gás de xisto, o inexplicável aumento da oferta de alguns países árabes e a entrada no mercado do petróleo iraniano, o preço já baixo tenderá a baixar mais. Em segundo, as estrangeiras irão se beneficiar e terão petróleo barato para abastecer suas refinarias no exterior.

altNo modelo flexibilizado de Serra, a Petrobrás seria só mais uma petrolífera, que disputaria áreas do Pré-Sal, e só seria operadora quando conseguisse formar um consórcio em que estivesse nesta posição e ele saísse vitorioso do leilão. Embutido neste modelo está o conceito de que ela arrematar uma área ou uma petrolífera estrangeira a arrematar, para a sociedade brasileira, é a mesma coisa, o que não é verdade.

altDefendo a tese que vivemos, hoje, o genocídio dos pobres. Com o neoliberalismo, que é o capitalismo exacerbado, os genocídios existem dissimulados e são praticados sutilmente. Não se usa mais gás mortífero, nem bala, nem granada, nem facão e não se bombardeia com aviões e tanques.

altSurpreendo-me por que muitas pessoas estão descobrindo, só agora, o assalto dos órgãos públicos pelas empresas privadas.

altNão me ufano pelo Brasil ser um dos cinco países do mundo com grande território, população e PIB, pois este fato não inibe o roubo das nossas riquezas. Porém, se o povo for realmente informado, não ludibriado, a sangria será estancada.

altGostaria de comentar carta sobre a questão nuclear, endereçada ao ministro Levy, publicada neste Correio. Divido as críticas em duas classes, sendo a primeira relativa à atratividade econômica da geração a partir da fonte nuclear, enquanto a segunda se refere à segurança.

altPlagiando o coronel Passarinho, os donos desta mídia devem pensar “ que o conceito de igualdade de oportunidade na mídia para todos os grupos vá às favas. Vamos deixar de lado os pruridos. A mídia é nossa e nós entrevistamos quem nós queremos”.

altO Brasil não chega a estar se tornando um país antagônico, como China, Rússia, Irã e Venezuela, mas está criando regras e tomando medidas hostis a este capital. Está-se no estágio da busca da cooptação dos poderes e do controle da população pela mídia do capital.

altO capital internacional e as petrolíferas estrangeiras não se conformam com este resquício de soberania na província Brasil. Não tiveram apoio político em 2010, mas, como veem fragilidade no governo, resolveram atacar novamente.

altAlguém realmente acredita que as seis áreas de petróleo com reservas já constatadas, com alguns campos gigantes, valem só quatro bilhões de dólares?

altChegou às minhas mãos, por acaso, a versão mais atual do manual para formação de agentes do órgão de inteligência do país “que vocês sabem qual é”. Este manual, muito bem-vindo, não deveria, em hipótese alguma, ter saído do escritório central da instituição.

 

altObviamente, todos os corruptos do escândalo da Petrobrás devem ser julgados com as provas conseguidas, mas é primordial não se cair na manipulação da mídia para entregar o Pré-Sal.