Correio da Cidadania

foto_hugo_chavez.jpgEm 23 de novembro de 2008 se celebrarão na Venezuela as eleições regionais e locais que designarão os novos governadores e prefeitos.

xadrezcortado.jpgApós a derrocada da União Soviética, estadunidenses e russos disputam o controle político e financeiro sobre os Bálcãs. A Geórgia tornou-se um peão fundamental desse explosivo tabuleiro.

trochenbrod.jpgA pequena, porém vívida, cidade que gerou sionistas, comunistas e estudiosos tornou-se uma clareira a céu aberto, uma área completamente erradicada do mundo.

navio_bandeira_americana.jpgA 4ª. Frota reflete nova escalada militarista dos EUA na América Latina. O "império do mal" teme o avanço das forças de esquerda e está de olho nas suas riquezas naturais.

obama_bottom.jpgObama é uma espetacular estratégia, carisma de líder paz-e-amor à brasileira, preparado para "mexer" com a emotividade das massas e restabelecer a fidúcia da classe média.

ft_barack_obama.jpgObama chegou ao governo, mas está a anos luz de ter conquistado o poder (no caso de que tenha se proposto).

ilus_dinheiro_dolar_cidade.jpgO estouro da bolha imobiliária confirmou o apodrecimento desta economia, após ciclo de expansão que iludiu muita gente. Os EUA são hoje um país endividado, parasitário.

energia_lampada.jpgCaso se concretize o acordo, estaria sendo dado um impulso muito forte à tecnologia nuclear na região, deixando sem resolução os problemas de integração com os vizinhos.

eua bandeira costela.gifAs esperanças que se colocam sobre o presidente negro devem ser relativizadas. A experiência do democrata Jimmy Carter é ridicularizada até hoje por não ter empreendido nenhuma guerra.

bandeira_venezuela.jpgUma revolução é sempre um processo contraditório. Miguel Urbano Rodrigues passa em revista os avanços, os êxitos e os problemas da Revolução Bolivariana, e os erros cometidos por Hugo Chávez.

bandeira_mexico.jpgTrata-se de herança de séculos que o capitalismo não conseguiu eliminar. A luta pela autonomia persiste e resiste até os dias de hoje, sendo o maior legado político deixado pela revolução.

bandeira_bolivia.jpgOs separatistas estavam convencidos de que o novo presidente não obteria 50% dos votos e seria forçado a renunciar. Só que o plano deu errado.