Correio da Cidadania

Uma característica de qualquer momento revolucionário é o completo fracasso das categorias convencionais para descrever o que está acontecendo.

O historiador Manuel Aguilar Mora faz ponderações a respeito de um caráter de transformação estrutural de um país cujas fraturas sociais causadas por anos de liberalização econômica são praticamente insolúveis.

O triunfo de López Obrador é uma boa notícia para a democracia de um país tão etiquetado como ‘ditadura perfeita’. E só.

Entre o apoio popular e as estruturas sistêmicas, o novo presidente mexicano terá enormes desafios.

Em 31 de julho, a Suprema Corte de Justiça do Paraguai revogou a condenação de camponeses condenados no Massacre de Curuguaty.

Sobre uma escalada de violência que não era vista desde a ditadura de Somoza, falamos com Humberto Meza, jornalista nicaraguense residente no Brasil.

O capitalismo tirou-lhes direitos e conforto; a esquerda não oferece saídas. Suburbanos, empobrecidos e rebelados, param a França.

Na geopolítica não existe humanidade e nem respeito pelo povo. O poder nunca tem rosto humano.

Entrevistamos o professor e advogado Pietro Alarcón, colaborar internacional do movimento que chegou em segundo lugar no pleito de 17 de junho.