Se falta hoje entusiasmo para empunhar de maneira coerente o ideário da transformação, há duzentos anos, não.

Obama viria a Brasília como maneira de demonstrar apreço pela nova presidente e desta feita reforçar nova fase na relação bilateral, desgastada de certo modo.