ANEEL esconde dados referentes à explosão tarifária dos serviços de abastecimento de eletricidade.

País termina 2020 com oito milhões de infectados, 200 mil mortos, sem vacina e com um desemprego recorde.

O capital continua entubado e socorrido pelo Estado com contínuos pacotes de estímulos fiscais, monetários e de crédito.

Ameaça de perder Eletrobras, cuja subsidiária Eletronorte é a salvação do Amapá, pode nos deixar sem saída para outras surpresas previsíveis.

Esvaziá-la nos faz só mais um fornecedor de matérias primas, sem perspectiva de desenvolvimento e integração social.

Defendemos a soberania econômica do Brasil, exigimos que se complete a superação da economia colonial e se faça efetiva a Nação.