Correio da Cidadania

Sobre a capital carioca e suas principais necessidades o Correio publica entrevista com Renata Souza, candidata a prefeita pelo PSOL.

Os trabalhadores são incontornáveis para qualquer cálculo político, mesmo na extrema-direita, e dualismo lulista não dá conta.

Reportagem investigou Grupo MK, de Arolde de Oliveira, que tem como clientes Flávio Bolsonaro e Flordelis.

Corte de salários e serviços. Desestruturação das carreiras. Contratações partidárias. Que está em jogo na “Reforma” Administrativa.

Governo pauta privatização dos Correios, velho objetivo dos entusiastas do ajuste fiscal e economistas de uma nota só. A resposta da categoria, que conta mais de 120 mortes na pandemia, é a greve.

O importante é garantir a “paz social” e consolidar a solução liberal-autoritária para os problemas nacionais.

Derrotistas persistem em seu mundo das ideias (um progressismo indignado, correlato do imobilismo da ex-querda), mas a realidade se impõe.